17 de mai de 2014

Judeus Ultraortodoxos Temem Acordo

Em que hora estamos vivendo? 
Pode ser o pacto entre Israel e Roma?



Está reportagem foi publicada 13/05/2014

Para aqueles que tem recebido o último Sinal que foi Deus manifestado em carne, como foi nos dias de Sodoma, não está preocupado com cálculos, datas e anos. Quem conhece a mensagem de William Marrion Branham  sabe que a Esposa ela é arrebatada antes de iniciar os 3 anos e meio da 70 Semanas de Daniel que falta.


" Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar." João 14:1-2





Confira também:
Este dos videos conta historia de Israel
Se baseia no livro Neemias, e na citação de William Branham sobre Neemias



Fonte: Jornal Bom dia Brasil

15 de mai de 2014

Cristianismo no Sudão

Um povo que não tem nada, porém, tem Jesus Cristo que é tudo.  Esta postagem está bem resumida.



O Sudão oficialmente República do Sudão é um país africano.O Sudão é hoje o terceiro maior país da África (após a Argélia e a República Democrática do Congo) e também o terceiro maior país do mundo árabe (depois da Argélia e Arábia Saudita).





O cristianismo teria chegado ao Sudão (Núbia) por volta do século III, devido à influência cristã de seu vizinho (Egito) e de outros territórios da África dominados pelo Império Bizantino. No século VI, o rei Dongola se converteu ao cristianismo de origem copta (egípcio).

A conversão do rei colaborou para que os missionários cristãos convertessem todo o Sudão por volta do século VI, converteram três importantes reinos da região; o mais poderoso deles foi o de Macúria, o qual teve fim no início do século XIV como conseqüência da invasão dos mamelucos egípcios. Esses reinos cristãos negros coexistiram por vários séculos com seus vizinhos muçulmanos no Egito, e constituíram bastiões contra o avanço do islamismo. Do século XIII ao século XV, porém, nômades árabes emigraram do Egito para o Sudão, o que provocou o colapso dos reinos cristãos. 




O Sudão está em guerra civil há 46 anos. O conflito entre o governo muçulmano e guerrilheiros não-muçulmanos, baseados no sul do território, revela as realidades culturais opostas da Nação, deixando mais de 2 milhões de mortos.
A introdução da lei islâmica, causou a fuga de mais de 350 mil sudaneses para países vizinhos. Entre outras medidas, a lei determina a proibição de bebidas alcoólicas e punições por enforcamento ou mutilação.

O Sudão é um dos países mais pobres do mundo e os cristãos são os que se encontram em pior situação entre a população sudanesa. Quase 2,4 milhões de sudaneses estão ameaçados pela fome causada pela seca e pela guerra civil que terminou em 2005.



Sudão do Sul ou Sudão Meridional oficialmente República do Sudão do Sul é um país encravado localizado no nordeste da África. Tem esse nome devido à localização geográfica, ao sul do Sudão.

O país nasce a partir de um acordo de paz firmado em 2005.Predominantemente cristã e animista, em relação ao norte, governado a partir de Cartum, onde a população é em sua maioria muçulmana e de origem árabe. O Sudão do Sul, também chamado de Novo Sudão, possui quase todos os seus órgãos administrativos em Juba, a capital, que é também a maior cidade, considerando a população estimada. Apesar de ser rico em petróleo, o Sudão do Sul é um dos países mais pobres do mundo, com altas taxas de mortalidade infantil , e um sistema de saúde considerado um dos piores do mundo. Em termos de educação somente 27% da população acima dos 15 anos sabe ler e escrever, chegando a 84% o índice de analfabetismo entre as mulheres e boa parte das crianças não frequentam unidades escolares. 

 A população do Sudão é composta do diversos grupos étnicos. Juntas, as populações do Norte e do Sul somam quase 55 milhões de pessoas.O islamismo é praticado por 70% dos sudaneses. Uma considerável minoria - cerca de 10% - continua a seguir crenças e tradições tribais. Muitos dessa minoria estão se voltando ao cristianismo. Com a divisão do país em Sudão do Sul e Sudão (norte), o Sul ficou com uma população majoritariamente cristã e animista, e o norte, muçulmana.

Entrando na lista dos países classificados por perseguição  (Portas Aberta) na 11º posição no mundo sendo a Coreia do Norte o primeiro na colocação.





Um tribunal do Sudão condenou nesta quinta-feira (15/05/2014) à morte da médica Mariam Ishaq, de 27 anos, grávida de oito meses, por ter se convertido ao cristianismo, mas a pena só será aplicada em dois anos, informaram à Efe fontes da Defesa. Segundo a sentença, Ishaq receberá 100 chicotadas como castigo e depois será enforcada. No domingo passado, seu marido cristão foi absolvido da acusação de adultério por falta de provas, após argumentar que havia se casado com a jovem quando já tinha mudado sua religião.
O tribunal lembrou que a lei sudanesa proíbe a conversão do islã ao cristianismo e que, portanto, a acusada cometeu adultério por seu casamento como cristã ser "nulo".

Ainda somos insatisfeito? Como somos tão desunidos. Deus continue abençoando o trabalho destes missionários que estão levando somente á Jesus Cristo no coração dos sudaneses.  




Fonte:pt.wikipedia.org/, br.noticias.yahoo.com e portasabertas.org.br